terça-feira, 15 de abril de 2008



nos mudamos em agosto, ou setembro, não lembro ao certo. lembro q um dia liguei no Núcleo de Educação e a moça atendeu:
- Núcreo , boa tarde.
desliguei o telefone assustado. depois, retomando o ar, pensei q tinha ouvido errado... liguei de novo e de novo ouvi aquele r maldito no lugar do l. era fato. ele estava ali e ali estaria, não importa quantas vezes eu ligasse. estaria ali pela manhã, bem cedo. estaria ali perto da hora do almoço, perto do lanche da tarde e pra minha infelicidade naquele fim de tarde languido em q eu resolvera ligar pra saber sobre o concurso que me salvaria a vida com um salário fixo de R600,00 por mês! mais plano de saúde (ou de doença) e facilidades no empréstimo com desconto em folha de pagamento.

era um sinal. e como eu sou meio ruim pra essas coisas... não li adequadamente os sinais que o universo me dava sobre entrar na escola.

hoje, quatro anos depois aqui estou frente à um computadorzão q comprei com dinheiro do empréstimo consignado... escrevendo minhas lamúrias de um acochambramento!!

Loki!!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

rumual...


Marquei concerto em prudente - 18/06/08. o valter marcou o teatro cesar cava e digo ta dando uma grande força, site, mailing, produça, pra variar. Tem td pra rolar bem, mísdia e tal...
To tentando tbem outras praças... mas auto-produzir-se não é das coisas mais simples. ldna, minha casa... é sempre aquela coisa, porta batendo, outra porta... e mais outra. Tem sampa q é o grande negócio... aliás... preciso tocar em sampa...
é coisa feita.


creio q parte de tudo isso q ta aí em cima é resultado daquilo q temos lido (eu tenho, pelo menos) e ouvido (não muito!!) dos guris q colocam suas asinhas pra fora e arriscam os primeiros vôos (ou nem tão primeiros assim...)


q coisa, o q esses caras estão fazendo?? e parece q estão tocando p c... estão fazendo doc... !!! com q tipo de música? com umas baterias eletrônicas midi??? af... então é isso pirex o midi venceu e aquele guri, psicologo com nome estranho pra quem dei algumas aulas de iniciação à flauta doce, há uns 4 anos atrás, virou compositor!!

então... acho q por isso quero mesmo tocar lá. lágo. tão logo for possível. um concerto com todas ou quase todas músicas minhas.

se alguém ler e se interessar...

tem tbem um txt surpreendente do zé (é por isso q o citei ainda agora)... fazendo um elogio à uma peça minha... e ... putz... sem palavras, considero o zé um dos melhores artistas contemporâneos. um dos caras mais talentosos com quem já trabalhei


então, copmo ninguém lê mesmo... nem tem problema colocar elogio de camarada.


"Caro amigo André....
Acabei de ouvir mais tarde...
Gostei muito... Muito suave e intrigantes sons que me fizeram buscar sempre mais atenção. São desconfortantes as sensações de estar surdo de um ouvido. Principalmente porque remetem ao dia que fiquei com o ouvido completamente intupido e achei que definitivamente não ouviria mais de um ouvido. Fora o desequilibio que causa. Gosto desse caminho... desses barulhos maduros... desses barulhos pra ouvintes... diferente do que se ouve por aqui... Isso parece muito bom... E o grau de irreverência tornou tudo muito mais interessante... rabujento mas característico...
Enfim acho que essa é mesmo um marco... de uma nova tendência... me parece muito diferente de tudo...
Parabéns...






em fim

por enqto tem:

www.bdabassora.com

ou
para preguissosos:

http://www.bdabassora.com/agenda_detalhe.php?agenda=341


...

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

cantoras daqui...

O brasil é mesmo um país abençoado. Sempre tivemos grandes cantoras. Vozes muito bonitas, com grandes e diversificadas qualidades. Durante todo o século XX tivemos grandes marcos. Podemos lembrar da primeira metade do século com o nascimento do rádio, e com ele o da cultura de massa, sempre estiveram dando suas cuspidinhas no microfone algumas das donas de vozes lindas, versáteis e criativas.

Mas não há como negar que a segunda metade do século XX nos guardava boas surpresas. Já abrindo a nova maneira de cantar temos as moçoilas da bossa nova como a Nara Leão e a impressionante Elís. No fim da década de 1960 o país conheceu duas grandes dívas de nossa música popular, a titia Rita Lee com os Mutantes e Baby Consuelo com o novos Baianos. Claro que não se pode esquecer do que foram as velhas baianas como Gal e Bethânia. E também seria justo falar das sambistas, mas isso seria ainda uma conversa à parte. Para se falar de rock e música popular na década de 1970 tem que se falar nessa duplinha: Rita Lee e Baby.

No que tange ao recém criado cenário pop ficamos naquele marasmão durante quase toda a década de 1980, a Elís tinha ido... a Nara tinha ido... a tia Rita dizia que não tinha leucemia, ufa!! e a Baby continuava vivona!! uhu!! O que há de novo no começo dos 80 é o movimento dos norte-paranaenses e sul-matogrossenses em são-paulo... dando início à uma avant-garde paulistana e posteriormente à uma vertente bem consolidada da música popula brasileira. Nessa década eu estava crescendo e a Cássia Eler também. Até que ouvi falar dela e da outra que formaria a nova duplinha da música pop brasuca, Marisa Monte. No início dos anos 1990 as duas cuspiam à valer nos microfones para regalo de fãs como eu. Observem que não estou tratando aqui de cantoras band leader como a desafinadíssima kid abelha ou a nem-tão -desfinada-assim patofú.

Então no fim dos 90 com a decadência da grande indústria, começamos a prestar atenção em novos meios como a internet ou o buteco que vamos tomar a cervejinha de sempre...

Escrevi tudo isso porque estou ouvindo a Céu. Caráca... a guria parece mesmo estar na esteira dessa mulherada toda que eu citei até aqui. Não sou nenhum especialista em canto, quiçá em música pop ou qualquer outra coisa própria da sabedoria humana... também não estou escrevendo pra ninguém...
apenas constato a continuidade da tradição de boas cantoras aqui pela terrinha. Boa em vários sentidos, os arranjos são novos, pra música pop claro, tem ótimas concepções, bom uso dos recursos eletrônicos, boa escolha de timbres, bom texto, melodias bonitas bem desenhadas timbristicamente, backings bem colocados, enfim... gostoso de ouvir. De assistir também... há uma versão dela no youtube (www.crievergonhaeprocureporvocemesmo.com) no programa ensaio da tv cultura que atesta o q estou dizendo.

regards

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

O início das aulas está aí...

Qual será o tamanho da pedra q empurraremos esse ano? E para qual cume?

Professor tem muito do míto sísifo. Além do nome, se não me engano (preguiça de abrir outra janela e procurar), esse é o nome do cara q foi condenado à empurrar uma grande pedra ao alto de uma montanha, da qual a mesma sempre caía ao chegar ao topo, fazendo c q o cidadão de nome familiar ao trabalho docente fosse obrigado a começar tudo novamente.

Enfim, o q nos espera em 2008?

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

rap, poder e revolução

é isso ae...



"vários rolê...

... bom aprendiz não diz, ouve...
... mesmo q fosse o pior dos bandidão, feroz..."

as letras dos mano são firmeza.

"pra trincar um não teria dó... "
é isso mesmo q ele diz???

mutio massa! to na pira nos últimos dias. ouvindo pampa...
nunca tinha mesmo parado pra ouvir. to querendo conhecer então, to ouvindo tudo o q consigo ratear na net...

o problema é a cortina forte da Ind. Cult. a gente pensa q consegue furar fácil e tal... fica falando da massa como se fossemos uma coisa à parte
... é a parte por um lado é mesmo, pq consegue perceber a cortina...
olha mais longe... paga mesmo o preço por tudo.

outro problema é se o preço ficar muito alto e o salário continuar essa merda pra todo mundo q trabalha pra ganhar essa coisa.

dae, revolução q é bom vc não ouve nem do pior dos bandidão, pra q falar em mudança. a coisa parece ta boa pra quem ta por cima da carne seca, o pior é q hj em dia quem ta longe dessa carne seca nem falar mais consegue direito. Isso o rap tem de mais legal na área de letras, bem mais q na de músga. Se bem q tem rap pra caramba e de tipo pra caramba tbem... daí sempre tem certa variedade...

e ja ta f... e ainda tem o carnaval.

cole porter é o cara das letras tbm...

it's the wrong time and the wrong place

Though your face is charming, it's the wrong face

It's not her face, but such a charming face

That it's all right with me

It's the wrong song in the wrong style

Though your smile is lovely, it's the wrong smile

It's not her smile, but such a lovely smile

So it's all right with me

You can't know how happy I am that we've met

I'm strangely attracted to you

There's someone I'm trying so hard to forget

Don't you want to forget someone, too?

It's the wrong game with the wrong chips

Though your lips are tempting, they're the wrong lips

They're not her lips, but they're such tempting lips

That if some night you're free

Dear, it's all right

Yes, it's all right with me

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

obrigado a ler coisas estranhas, mas podendo escrever coisas que quero...

Tenho passado os últimos dias em aflição. Pra variar...
Estou pretendendo um salário q. possibilite pagar a miséria. Por isso estou me sujeitando a prestar um exame em uma escola para dar aulas de regência coral. Daí q tenho q ler uma série de coisas q me dá um pouco de medo!!! Vamos aà elas, como um exercíciospsicanalítico mesmo...

1. livros escritos por tiozinhos que viraram maestros de corais...
2. livros sobre coro amador, como montar uma ong... esaas barconas.
3. livros sobre administração da frequência de corais...
enfim, aquelas coisas conhecidas.
Mas dentre isso tudo caiu em minhas mão um livro melhorzinho. Um manual (meio assumido mesmo) sobre regência coral. Escrito por um estadunidense. Nada de novo, mas ao menos é uma leitura q da pra fazer sem muita cara feia. Treina o inglês e me ajuda a pensar no q escrever nas duas provas escritas.

Bom, também estamos mesmo escrevendo um livro. É isso mesmo. Bom q ninguem mesmo leia. Vais ser sobre música significação e cognição. Já estamos com a estrutura montada e escrevendo o primeiro capítulo q não deve tardar muito a ficar pronto, dado o rítimo q estamos começando o ano. As discussões são boas, e vamos colocando as idéias no lugar. A meta inicial é escrever até o fim do ano. Temos como deadlines os congressos. Pretendemos ir publicando partes do livro em formatos de artigos em periódicos e comunicações em congressos.

Vai ser um ano produtivo se as coisas andarem como prometem nesse começo...


então

feliz ano novo... feliz começo de fim de década. video

when we all togheter dance cheek to cheek

olá


este é o primeiro post do blog.

pra teste na verdade.

vamos melhorando na sequência